quinta-feira, 18 de abril de 2013

NÃO SE EXPONHA...


Significado da palavra “expor” Fazer ficar em evidência. Esse é um dos significados, dentre outros que define bem essa palavra. Por tantas razões, de diversas formas nós nos deixamos ficar expostos por coisas insignificantes, pois falamos muito, e na maioria das vezes sem pensar. É preciso ter a consciência de que somos os únicos responsáveis por preservar nossa imagem seja essa exterior ou interior. Já cheguei a pensar que trocar experiências com pessoas aparentemente convertidas me daria maior liberdade e tranquilidade em me abrir acerca de alguns assuntos e opiniões, mas isso não tem nada a ver, chega a ser ingenuidade de nossa parte pensar assim. Acredito verdadeiramente que o Espírito de Deus testifica em nossos corações nos permitindo conhecer pessoas sinceras e honestas, e assim teremos paz em partilhar, por isso precisamos orar e estar sempre vigilantes. Confesso que já fiz coisas do tipo, e me arrependi muito, na empolgação toda acabamos não medindo a importância do que estamos falando e dividindo.
No entanto, jamais poderemos nos esquecer de que mesmo que estejamos cercados de pessoas legais, de confiança, gente do bem vamos dizer assim. Mas com tudo isso, quem foi que disse que devemos e podemos deixar áreas de nossas vidas em evidência? Se nós somos espontâneos por natureza, é preciso redobrar nossa atenção. Pois com essa espontaneidade podemos errar em momentos que não deveríamos falando e criando situações que nos constrange, nos expõe e gera males irreparáveis. A palavra ”Expor” pode ser positiva, quando sabemos entender o tempo de cada coisa e o que está sendo dito. Mas pode ser muito prejudicial a nós e ao outro, se não conhecemos nossos limites. E dentro dessa realidade temos a internet, as redes sociais, e todo meio de comunicação que é muito positivo quando sabemos usar para o bem, mas caso contrário, pode ser uma ferramenta perigosa, acredito que uma das maiores hoje em dia. Deus tem falado muito ao meu coração nesses dias acerca disso. Existem sentimentos dentro de nós queridos, que são tão íntimos tão pessoais, como se fizessem parte de algo que jamais poderiam ser expostos. Mas por não medirmos as consequências de nossos atos, achamos que tudo pode ser dito a qualquer hora, tempo e lugar. Grande erro!
Situações vividas que muitas vezes nem precisam ser mencionadas, pois essa não fará diferença alguma, mas quando percebemos, já falamos “demais” e logo depois vem aquele sentimento de arrependimento total, e pensamos, por que fui falar isso? O interessante de tudo é que sempre sabemos o que é relevante, o que será considerado quando estamos falando ou quando estamos ouvindo. Mas, às vezes, preferimos desobedecer e optamos pelo caminho errado. Infelizmente, muitas das vezes dizemos coisas com o intuito de provocar situações, ou instigar o outro a falar o que queremos ouvir, e agir assim pode nos trazer alguns desgastes e prejuízos.
Saber ouvir mais e falar menos é algo fundamental e nos permite conhecer mais sobre a pessoa com quem nos relacionamos, e nos possibilita aprender coisas novas. Mas isso é algo que deve ser desenvolvido e praticado todos os dias. Conquistar relacionamentos maduros, saudáveis confiáveis e duradouros é algo difícil nos dias de hoje, mas totalmente possível se algumas regras e diretrizes forem seguidas. O que é preciso ser lembrado e considerado é o seguinte: O que estou dizendo fará alguma diferença, irá acrescentar algo? Quanto posso compartilhar? Temos o péssimo hábito de falar quando não nos perguntam, isso quando não temos a velha mania de pensar que toda verdade tem que ser dita, não mesmo! Isso é ser inconveniente.
Amo muito compartilhar de minhas experiências com Deus, do que vivo em meu dia a dia. Mas hoje meu objetivo não é desabafar, externar minhas ideias e sentimentos, mas abençoar milhares de vidas com as experiências que vivo e tenho buscado aprender.  É claro que não adianta tentar ser algo que não somos apenas por querer zelar e preservar nossa imagem. Temos que ser sinceros com nós mesmos. A questão não é deixar de compartilhar e dividir fatos do nosso cotidiano, nos isolando do mundo e de todos, não é isso, o importante é saber o que dizer, quando e com quem posso dividir minha vida. Se pararmos para pensar, Deus tem tão pouco de nós, pois passamos o dia todo desenvolvendo tarefas, nos preocupando demais conosco, desabafamos com amigos, familiares, cônjuge. No entanto, não dedicamos nem dez por cento do nosso tempo com aquele que de fato pode nos ajudar e nos ama com toda intensidade, que é o nosso Senhor. Tenho orado para que possa aprender a desenvolver algumas práticas em minha vida. Estar atenta a esse perfil de comportamento ao qual preciso assumir tem sido bastante desafiador para mim. Vivo um tempo de grandes aprendizados, e correções, mas sei que preciso disso, pois me fará amadurecer ainda mais.
Que possamos aprender a guardar nosso coração e nossa mente, tendo o cuidado de preservar nossos sentimentos e pensamentos. Saber discernir o certo do errado só é possível quando se pratica o que é certo. Expressar verdades é bom, comunicar uma realidade para que outros possam ser edificados é melhor ainda, mas nunca nos esqueçamos de que uma semente (Palavra) boa lançada no tempo errado torna-se inútil e não produz nada.
Text extraído do site: http://www.lagoinha.com/ibl-vida-crista/nao-se-exponha/ :: Fabiana Vicente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Novamente refletindo...

"Tendo Jesus concluído todas as suas palavras dirigidas ao povo, entrou em Carfanaum. E o servo de um centurião, a quem este muito est...